O mercado fitness está em alta e não é de hoje. Nos últimos anos você com certeza reparou que há cada vez mais franquias de grandes academias e até mesmo pequenos negócios abrindo em qualquer que seja a região, afinal, academia trata de algo quase que obrigatório hoje na rotina do brasileiro: manter uma vida saudável. O bem-estar e aceitação de padrões estéticos de beleza nunca forma tão exigidos e a procura por dietas e exercícios nunca foram tão altas em todo Brasil. Também pudera, da mesma forma que o brasileiro apresentou um crescimento no poder de compra nos últimos anos, também cresceram taxas importantes como a de obesidade, que cresceu 60% nos últimos 10 anos, segundo o Ministério da Saúde.

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking dos países que mais investem em academias e já é o maior na América Latina. Dados da Associação Brasileira de Academias (ACAD), são 33.157 academias em todo o Brasil, com cerca de 8 milhões de alunos. Esse volume movimenta aproximadamente US$ 2,5 bilhões, de acordo com o levantamento da associação em 2014.

Seguindo a tendência, foram criadas necessidades e vertentes desse ambiente visando a evolução da exigência desse tipo de usuário. Foi notado que nem todos que querem levar uma vida mais saudável, querem o ambiente repleto de esteiras, supinos e bicicletas. Então surgiram ambientes como: escolas de dança, academias de pilates e aeróbica, além do queridinho crossfit, que vem cada vez mais ganhando espaço entre o público brasileiro e já soma mais de 1.000 boxes exclusivos para prática de tal.

Mas o que você tem a ver com tudo isso? É claro que nas grandes capitais a concorrência para esse tipo de negócio é extremamente feroz e com a possibilidade de se adquirir uma franquia com maior facilidade, fica complicado investir na sua própria marca, quando já há tantos nomes estabelecidos e praticamente enraizados na cultura do brasileiro.

Para se diferenciar você precisa pensar em coisas que aparentemente são simples, mas com o olhar do cliente fazem toda a diferença e podem mudar a experiência do mesmo em seu estabelecimento, como: planos diferenciados, horário de funcionamento alternativos, equipamentos inovadores, profissionais especialistas em cada tipo de aparelho, orientação de nutricionistas e nutrólogos, além de treinos criados com base na necessidade de cada aluno.

Outra coisa que você não pode ignorar na hora de investir nesse segmento é olhar as principais deficiências da concorrência. Segundo o perfil de uma das principais franquias de academia no Brasil no site Reclame AQUI é possível saber que entre as 10.000 reclamações feitas para a mesma mais de 30% são relacionadas a problemas de pagamento e mau atendimento por parte de colaboradores, ou seja, o atendimento ainda é a espinha dorsal na hora de cativar um aluno.

E você, já está convencido a surfar na onda do mundo fitness no Brasil? Antes de malhar a ideia, não se esqueça de escolher um seguro ideal para evitar dores de cabeça com equipamentos, colaboradores e até mesmo incidentes causados por terceiros. Fale com seu corretor e peça uma proposta da seguradora especialista em riscos.

Quer saber mais sobre esse mercado? Assine nossa newsletter!